COOL KIDS ON TOUR





É tão boooom estar de volta.
A viagem correu muito bem e tenho muitas coisas para partilhar.
Farei uma paragem nos posts asiáticos para partilhar a minha viagem pela Europa balcânica, Malta e Itália.

Os objectivos variam de viagem para viagem, de pessoa para pessoa. Não foi a minha primeira vez na zona, já conhecia a Croácia, Bósnia, Grécia e Itália. Por isso foquei-me em zonas/cidades que ainda não tinha estado e que tinha muito interesse em conhecer.

Confesso que não gosto da sensação de estar a desperdiçar tempo (principalmente quando ele é pouco), gosto de desfrutar do mundo mas há lugares que absorvo mais rápido que outros. Por isso o plano desta viagem foi elaborado de maneira a que conseguíssemos ver/ fazer o que queríamos mas que tivéssemos tempo para nos sentar numa esplanada e ver o modus operandi do que nos rodeava, .

Para mim, a viagem começa na organização. Fico empolgada a elaborar listas de lugares que quero conhecer e a fazer planos para lá chegar. Esta viagem, por ter sido curta para a quantidade de informação, foi intensa e extenuante. Por isso é agora, à distância, que a processo melhor. Já consigo afirmar que adorei Zadar e que as Cinque Terre desiludiram-me. Que não devia ter perdido tanto tempo em Santorini e que tenho mixed feelings com Montenegro.

Partilho convosco os três pontos que mais luta deram nesta viagem

ORGANIZAÇÃO
Três pontos a ter em conta para organizar uma viagem: tempo, dinheiro, gosto pessoal.
Depois de escolher a zona (muitas vezes a decisão mais difícil) deixo fluir. Balanço entre o que já fiz e o que quero fazer e encaixo dentro do tempo que tenho disponível.
Neste caso, resolvemos começar em Zagreb mas a hipótese de começar em Itália também foi posta. Porquê? Por motivos financeiros claro. Zagreb não tem voos directos desde Lisboa e Itália tem. Apesar de Faro- Zagreb ser mais caro com mais paragens em relação ao trajecto para Roma a viagem ficou mais barata no total com todos os trechos de avião que comprámos. Apesar de termos feito o máximo de caminho por terra, houve alturas que precisámos de agilizar o tempo disponível. Como foi no caso das ilhas gregas.

Outro ponto importante foi o transporte. Será que há facilidade nos transportes? Será que conseguimos viajar de noite de maneira a compensar tempo, pouparmos algum dinheiro e ganharmos umas dores nas costas? Por ser inicio de época haverá poucos barcos? Muitas perguntas que nem a internet resolveu. Esperámos para ver e correu tudo bem. Aliás houve uma falha que contar-vos-ei nos próximos posts.

No geral fomos exigentes connosco próprias, acordávamos muito cedo para caminhar quilómetros no meio da natureza de manhã e percorríamos mais uns quilómetros à tarde a explorar cidades medievais, com castelos no topo da montanha. Valia sempre a pena subir até lá cima.

DINHEIRO
É muito importante ter um budget definido para a viagem ou pelo menos um máximo permitido. Nós ficámos abaixo do nosso. Sempre que a moeda era diferente do euro, apontávamos tudo o que saía da carteira. É tão fácil perdermos a noção do dinheiro quando a moeda é diferente. Achei o transporte na Grécia caríssimo. A Croácia está muito mais cara do que há uns tempos atrás, o comboio em Itália também está caro. Para nos mantermos dentro do nosso orçamento fizemos, muitas vezes, a nossa comida.

PESO NA MOCHILA
Começámos a viagem com 8 e 7 kg respectivamente. A minha mochila nunca é levezinha como nos meus sonhos porque tenho uma catrefada de câmaras, acessórios e rolos fotográficos. O máximo permitido nas low costs que voámos era de 10kgs por isso não me podia esticar muito. Mas estiquei a corda até ao máximo. Comprei um tapete em Prizren (sim, um tapete daqueles de quarto), uns sapatos em Florença, carteiras para oferecer, imans e postais (e algumas pinturas) e guardo toda a papelada interessante que encontro. Tinha um saco de pano que voltou, na boa, com seis quilos + a mochila que devia ter uns 11kgs. Por isso todos os ataques de ansiedade que tinha quando chegava a um aeroporto eram muito válidos, ahah. Não queria pagar excesso de bagagem devido à minha falta de minimalismo (mas era bem feita).

Plano concluído com sucesso.

E está dado o pontapé de saída para a série de posts que irão começar a sair ao longo das próximas semanas.

Espero que desfrutem e se inspirem
Obrigada por estarem desse lado

Beijinhos
Share:

Sem comentários

Enviar um comentário

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.