FILIPINAS #5 // BORACAY


Boracay já foi eleita a praia mais bonita do mundo diversas vezes e figura nas listas dos lugares a não perder no mundo, aqui está uma de 2016. Por isso quando lá cheguei as expectativas estavam altas. Apesar dos avisos: olha que é uma party island, é só festa, há muitos abusos, é cara, está à pinha.

Sinceramente não escolhi Boracay por ser uma ilha cheia de festa mas pela beleza natural. E como é das ilhas mais bonitas do mundo achei que faria todo o sentido fechar com chave de ouro o meu mês nas Filipinas num lugar assim. Sendo assim marquei os meus últimos seis dias nas Filipinas no hostel mais barato que encontrei e mesmo assim foi caríssimo. Numa zona que pudesse caminhar para a praia, festa e outras coisas.

Boracay divide-se em três zonas: Station 1, Station 2 e Station 3. Fiquei na 2ª, perto da praia e perto de um mercado, que na verdade é um centro comercial a céu aberto cheio de restaurantes caros e lojas de souvenirs, onde os postais custam 1 euro. Tem Macdonalds, Pizza Hut e Starbucks. E tem muitos coreanos famintos de boas fotos para as quais têm poses muito estranhas.

Mais uma vez o meu voo atrasou e cheguei seis horas mais tarde do que era suposto. No aeroporto de Kalibo apanhei uma van até ao porto e dai um barco até Boracay. Conheci um casal brasileiro/australiano espectacular e voltei a encontrá-los vezes sem conta.
Quando cheguei tomei um duche e desci à procura de alguma coisa para comer. O tempo estava meio esquisito mas as previsões não eram más.

Não eram más mas os dias seguintes fizeram-me arrepender de gastar os meus últimos seis dias ali, se tivesse boa da cabeça tinha ficado no máximo 3 dias. Chuva para aqui, chuva para ali, umas voltas à ilha, procurar comida mais barata (e encontrei), umas massagens na praia, tentativas falhadas de ver o pôr-do-sol (que tem uma fama tremenda), demasiados turistas e a frustração começou a crescer. Nem o pessoal fixe que conheci me deixava menos frustrada. Até que no último dia, o sol apareceu. Tive o dia inteiro na praia e só me mexi para ir comer uma pizza num restaurante na praia e o Universo brindou-me com um incríveeeel pôr-do-sol. Uma das imagens de marca de Boracay é mesmo este pôr-do-sol magnifico. Os barcos à vela partem em direcção ao sol e formam uma paisagem única.

No dia seguinte o meu barco era depois de almoço, então de manhãzinha parti em direcção ao norte da ilha para aproveitar as últimas horas de sol nas Filipinas. A praia era lindíssimaaaa, Puka Beach, daquelas praias perfeitas - limpa, água em mil tons de azul, areia branca infinita e silêncio (apesar de no caminho que leva à praia haver umas barraquinhas a vender coisas).

Foi nesse lugar lindo que me despedi das Filipinas, agradeci mais uma vez pela sorte que tenho e prometi que voltaria noutras condições. Não foi o meu lugar preferido e acredito que antes de ter aparecido nalguma dessas listas, esta ilha tenha sido incrível, neste momento está completamente consumida pelo turismo. Infelizmente.

Daqui segui para Manila para voar para o próximo país.
Conto-vos tudo no próximo post

Para lerem todos os posts das Filipinas, podem-no fazer aqui.

Beijinhos

ps: estou a preparar alguns posts especiais de viagem e gostava de saber se têm perguntas, se gostavam que falasse de alguma coisa especifica. Podem deixar o comentário por aqui ou enviar por mensagem no instagram ou facebook. Obrigada



































Share:

4 comentários

  1. Gostei muito deste post. Fiquei com vontade de que o Verão chegasse AGORA ^_^ Tenho muitas perguntas, desde as últimas que fiz no outro post: como balanças a vida profissional/viagens (acredito que ser freelancer ajude um bocadinho :P ), como fazes a gestão e financiamento das viagens (sei que há quem disponibilize on-line textos e fotos das viagens em sites como shutterstock ou outros, o que ajuda sempre a cobrir algumas despesas), como preparas a documentação, quanto tempo lava mais ou menos a obter o visto/visa e... por fim... como escolhes a ROUPA! Ahaha como te consegues manter confortável e chic ao mesmo tempo, principalmente em climas quentes e húmidos, onde não apetece sair do chuveiro! São muitas perguntas, eu sei... :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Verão não tarda está cá para nos aquecer :D
      Algumas dessas perguntas vão ser respondidas no primeiro post de Abril. O financiamento vem do meu trabalho (eu tenho um trabalho certo para cobrir as contas e juntar dinheiro, infelizmente ainda não consigo sustentar-me através da fotografia). A maneira como balanço as viagens e o trabalho é que quando estou a trabalhar, trabalho sem folgas de maneira a acumular dias e horas para depois conseguir tirar tudo junto. Tenho a vantagem de trabalhar com o meu pai que só me facilita o facto de poder tirar tudo de uma vez, principalmente em época baixa. O resto vem no post que estou a preparar!! :D Obrigada pelas perguntas, espero ter sido útil e esclarecedora.beijinhoss

      Eliminar

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.