ICELAND


Há lugares que me custa a acreditar que estive, que os senti, que os vivi. Islândia é um desses lugares. O país dos elfos, das estradas sem fim, das paisagens inesquecíveis, dos nomes impronunciáveis.

Desde o início da viagem, ainda em Londres, percebemos que seria uma grande aventura. Ultrapassados os problemas tivemos de reajustar o plano pois perdemos quase um dia. Fui com a Sara, uma das minhas melhores amigas, companheira de viagem e de sonhos.
Escolhemos Islândia por ser incrível, por ser um sonho, por querermos ir mais além. Mas foi mais do que estávamos à espera. Muito mais.
Tivemos mil aventuras, desde bilhetes com data errada a acidentes de carro. Mas escapamos ilesas a tudo. Houve lugares, que com muita pena nossa não alcançámos devido aos probleminhas mas regressámos com toda a certeza do mundo que vamos voltar.
E é dos poucos sítios que não me importava de voltar AGORA.

Contudo para planear uma viagem a este país é preciso ter atenção a muitos pormenores - tempo, dinheiro e estação do ano são alguns deles.

Uma das coisas que não queria perder era a aurora boreal, no dia do meu aniversário tinhamos todas as condições atmosféricas a nosso favor mas não aconteceu. Não chegou a acontecer em nenhuma noite mas não vamos desistir e vamos seguir à procura da aurora, assim que houver outra oportunidade.

Reykjavik não é a capital mais espectacular do mundo mas achei-a bonita e as pessoas surpreenderam-me. 
Ficámos num hostel numa zona central, muito perto dos restaurantes, bares e lojas. Na primeira manhã seguimos viagem para o Sul do país. Sabem a história de pelo menos uma vez na vida tens de fazer uma roadtrip com a tua melhor amiga, foi isso!!!
Música aos gritos, paisagens inacreditáveis, óptima companhia.

A estrada era sempre a mesma, mas desviámos várias vezes para ver de perto as cascatas, os rios gelados, os campos sem fim à vista, os vulcões, as montanhas e as praias de areia negra.

Se não tivéssemos feito mais nada a não ser andar de carro já valia a pena todo o esforço para chegarmos à terra do gelo. Mas os nossos planos são sempre mais exigentes e sonhadores. Por isso uma caminhada na montanha com direito a entrar num glaciar foi a nossa proposta para mais uma viagem inesquecível.
 
Como fomos no inverno, o dia tinha de ser muito bem planeado, porque só tinhamos cerca de 6 horas de luz. No caminho de Reykjavik para Skaftafell páramos muitas vezes. O pôr-do-sol não foi em Vik como estava planeado mas mais à frente, na ponta mais a sul da ilha da Islândia, em Dyrhólaey. Onde ficámos fascinadas com as cores do céu, a praia de areia negra, as rochas e do outro lado, pelas lindas montanhas desenhadas em tons de branco, verde e castanho.
No dia seguinte chegámos à entrada do Parque Nacional de Skaftafell, ansiosas e felizes. Uma carrinha levou-nos ao lugar onde iniciávamos o trekking, montanha acima para o glaciar. A paisagem, mais uma vez, era absolutamente incrível. Só se ouvia a montanha a falar e os crampons das nossas botas a bater no gelo. Não tenho noção de quanto tempo caminhámos, estava tão encantada que nem dei por ele passar. Mindfulness total.

Entrámos na gruta de gelo, e logo à entrada é possível ver aquele AZUL, o reflexo do céu na água gelada que activa todos os nossos sentidos. É impossível ficar indiferente. De joelhos, continuamos gruta adentro (esta começa a ficar mais pequena), quando estamos a meio do ''corredor'', o guia diz-nos para nos sentarmos e olharmos para a entrada. WOW, se no inicio achei o azul maravilhoso, naquele momento tive um nirvana gigante (aliás, toda a minha viagem na Islândia foi um nirvana). Um azul forte, azul mais claro, dezenas de tons de azul, um azul que jamais tinha visto na natureza.

{Momento guardado para sempre}

Fomos pela agência Glacier Guides, não é uma tour barata mas são muito profissionais e super conhecedores do meio envolvente e de tudo o que quiserem saber acerca da Islândia. Aprendemos bastante sobre a montanha, vulcões e o país no geral. Podem espreitar o site aqui (vão lá ver, nem que seja só para verem a minha fotografia, ahahah)

Depois disto queriamos ir à Jökulsárlón, a lagoa brutal que já devem ter visto em fotografias - são um lindo cartão-postal- mas perdemo-nos e voltámos para a capital. O plano para o último dia era fazer a voltinha básica perto de Reykjavik, o Golden Circle e relaxarmos o corpo na Lagoa Azul. Mais uma vez os planos foram cancelados. Fomos apanhadas por uma tempestade a meio do caminho e despistámo-nos. Felizmente, nada aconteceu, quer a nós quer ao carro. Conseguimos mete-lo na estrada e parámos em Vik, onde pernoitámos. Na manhã seguinte partimos em direcção a Reykjavik e já não tivemos tempo para nada, as tais 6 horas de luz são mesmo tramadas. Decidimos ir para a Lagoa Azul e relaxar antes de duas noites a dormir no chão do aeroporto.
Mais uma vez não é uma entrada barata, cerca de 70€ com direito a toalha, um kit de spa e uma bebida (os pacotes começam nos 40€ sem nada). Ficámos horas dentro de água super quente, a relaxar o corpo e a mente ao sabor de vinho rosé. Um lugar muito muito bonito que vale a pena visitar. Mais tarde fomos para o aeroporto para durante a madrugada partirmos para Londres.







Em Londres (onde ambas já tinhamos estado) passeámos e almoçamos com um grande amigo de erasmus.
O mini-break não podia acabar sem haver mais aventuras, e a Sara ia perdendo o voo para Barcelona. Eu encostei-me à minha mochila e adormeci que nem uma pedra. Sonhei com os vulcões, com as paisagens, com as aventuras, com a Islândia e estremeci com a sensação de missão cumprida. Mais uma vez, os sonhos só se realizam se nós trabalharmos para isso.


Já fiz muita coisa, já vi muita coisa e digo, com toda a certeza do mundo, que a Islândia está no meu TOP 3. Se tiverem oportunidade de ir não a neguem!!

para continuarem a seguir as minhas viagens sigam-me no instagram ou no facebook

beijinhos
Share:

11 comentários

  1. Na Europa faltava me a Escocia e Islandia, sabes aqueles países no top 10 de viagens a ir há mil anos. Estou agora na Escócia e pró ano a Islândia não me escapa! Tal como a Escocia, quero ir no Verão, pelas horas de maior luz e porque não está um frio de rachar.

    As tuas fotos são tão dreamy, só apetece é ir pra Islândia tipo agora é já :)

    ResponderEliminar
  2. UAU, perfeição.
    Comecei a ler esta publicação por curiosidade e acabei fascinada com todas as fotografias e o teu relato. Adorei, adorei esta publicação, até já enviei a uma amiga para planearmos nós a nossa viagem à Islândia!

    ResponderEliminar
  3. Isso foi um verdadeiro mindfullness! Adorei as tuas fotos e como nas minhas veias correrm a paixao de viagens, com a tua descricao a Islandia ficara na lista! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Parece ser um país lindo.

    P.S. Alterei o URL do blogue. http://omundoencantadodatulipanegra.blogspot.pt/
    Para voltares a receber as notificações sobre as novas publicações basta adicionares o link anterior à tua lista de leitura =)

    ResponderEliminar
  5. Ai babe... A Islândia está mesmo nos meus sonhos há que tempos, por isso este teu relato só me deu vontade de antecipar os planos e ir já! Mas para já ando numa corrida contra o tempo (e os dinheiros) e ando a fazer aquelas viagens que ninguém faz nem conhece, para fazer render os euros e descobrir tesouros, bem escondidos mesmo se estão à vista de todos.
    Um dia vou à Islândia, sim. Mas até lá, fico a sonhar por aqui. :)

    ResponderEliminar
  6. Adorei as fotos 😃 foram tiradas com a go pro??

    ResponderEliminar
  7. Fotografei com a Gopro, com uma Nikon F80 (analógica) e com um Iphone 5s. :))) Obrigadaaa

    ResponderEliminar
  8. Quero. Muito. Ir. Aí. Quero mesmo! Estas fotografias são assim como uma lufada de sonho, que me animou a tarde de trabalho! Obrigada por publicares sempre coisas lindas!

    ResponderEliminar
  9. Estas fotografias estão simplesmente fantásticas. E são de deixar aqui uma pessoa completamente a roer-se de inveja :p A Islândia parece ser o sítio fantástico, e já está na minha to-go list há imenso tempo. Só espero vir a realizar num futuro próximo esta viagem de sonho.

    ResponderEliminar

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.