mochilão #6 // CATARATAS DE IGUAÇU







A viagem de onibus de São Paulo a Iguaçu foi uma das piores da minha vida. Ar condicionado no máximo (eu com uma camisola que me protegia zero) e um espaço demasiado limitado para uma pessoa normal. 15 horas de inferno e ainda tive tempo de assistir a um acidente: cinco carros e um camião. Tudo destruído. 
Cheguei às 7 da manhã a Iguaçu, tinha planeado ir, nesse mesmo dia, ao lado argentino das Cataratas. Cheguei ao hostel, larguei a mochila e confirmei a minha ida. Fantástico, dava tempo para tomar um duche, encher-me de pão de queijo e apanhar a van.

A guia era a brasileira mais simpática que tinha conhecido nos últimos dias. Conheci, também, um grupo de espanhóis. Um deles tinha passado três semanas em Lagos no verão passado a aprender surf e adorou. Por isso já tinhamos conversa para as horas seguintes. 

E foram eles que me acompanharam na viagem de barco, demasiado divertida, pela Cataratas. Estivemos, literalmente, dentro das Cataratas. A levar com água em várias frentes e a ver aquela Maravilha da Natureza de uma perspectiva diferente. Filmei tudo e fotografei...mas foi uma das coisas que me foi roubada. Ficam as memórias, essas ninguém me pode roubar.
Ainda antes de voltarmos ao Brasil fomos à fronteira tripartida. Uma zona perigosa por causa do tráfico que há.
É a zona onde se cruzam dois rios Iguaçu e Paraná e se juntam três países Brasil, Paraguai e Argentina -estive do lado da Argentina-
Foi uma experiência interessante até porque a guia era realmente boa e partilhou imensa história do que por ali passou.

Quando chegámos ao hostel estavamos completamente rebentadas (mas muito felizes), eu com dois dias de estrada no lombo sem conseguir descansar direito mais um dia incrível nas Cataratas. Hora de cair na cama e aproveitar uma cama decente. Nem a festa que havia no andar de baixo me chamou ou incomodou.

No dia seguinte fui ao lado brasileiro. Fui sozinha e aproveitei para relaxar, caminhar pelas trilhas, fotografar e manter-me longe dos quatis. Este animalzinho, quando quer, é assustador. Tenta roubar comida e outras coisas das pessoas que andam pelos trilhos. A ordem é, realmente, manter-nos afastados deles e não os alimentar.
Como sempre vi gente que não liga nenhuma aos constantes anúncios. Vi um quati a atacar um grupo de miúdas (completamente histéricas) porque uma delas queria lhe dar umas bolachas (só para a foto) e não lhe deu. Provocou o animal e, basicamente, ele levou-lhe a mochila.
Não sei como acabou a história mas ainda ouvi gritos durante algum tempo.

Segui pela trilha e desfrutei.
Voltei de lá ainda mais apaixonada pela Natureza e a agradecer ao Universo a oportunidade. 

As Cataratas de Iguaçu estava na minha bucketlist há muito tempo, por isso como podem imaginar as expectativas estavam altíssimas. A tremenda beleza natural encheu-me os olhos de felicidade! A palavra certa é mesmo TREMENDO. Cascatas por todo lado, verde levado ao extremo, arco-íris ao nível dos olhos e borboletas gigantes fizeram-me ainda mais feliz.

Muitos me perguntaram qual o meu lado preferido, pessoalmente amei os dois. São os dois incrivelmente bonitos, o da Argentina é mais próximo das cataratas e do Brasil é mais fotogénico. Não consigo escolher um. Normalmente a visita é feita Brasil - Argentina e o que acontece é que o pessoal adora o lado brasileiro e ama o argentino. A minha experiência foi ao contrário, pode ser por isso.

Se tiverem oportunidade de ir não a percam.  É um lugar fantástico.

Daqui apanhamos um ônibus para Porto Alegre, onde estava um calor infernal e ficámos 12 horas na estação à espera do ônibus para o Uruguai. Nestas longas esperas aprendi a gostar de jogar às cartas! Quer dizer, gosto se ganhar...continuo a detestar perder. ahahah

próxima paragem: Uruguai - Cabo Polónio

//
The bus trip from São Paulo to Iguazu was one of the worst of my life. Air conditioner on max and the seat too small for the average person. 15 hours of hell. Arrived at 7 am to Iguazu, the plan was, on that same day, to go to argentine side of the waterfalls. Made it to the hostel, dropped my backpack, took a shower, a belly full of cheese bread and catch the van.

The guide was the nicest brazilian I've met in the last few days. I also met a spanish group. One of them had been surfing for three weeks in Lagos last summer and loved it. So we already had conversation topic for the following hours. They were my companions on that boat trip along side the waterfalls. We were literally inside the falls. Recorded everything...but that was one of the things stolen. I kept memories, those no one can take away from me.

Before we got back to Brazil, we went to the "threeway" border. A dangerous zone due to all the drug traffic. Here two rivers cross each other Iguazú and Paraná, and three countries Brazil, Paraguay and Argentina - I was on Argentina's side. It was an interesting experience because the guide was really good and shared a lot of stories about the place.

On the next day I went to the brazilian side. This time I went alone and took my time to relax, walk, photograph and stay away from the quatis. This guy is a real bugger. Trying to steal food and stuff from the people walking the rails. The order is to, obviously, stay away and don't feed them. There's always people who don't care about these constant warnings. I saw a group of girls (hysterical) teasing a quati with a cookie (just for a photo). Provoked it so instead of the cookie, it took the whole backpack. Don't know how the story ended but there was some shouting for while. I followed my rail and enjoyed. I came back even more in love with nature and thanking the universe for the opportunity. 

When we got back to the hostel we were so tired (but happyyyy), I was for two days on the road with almost no proper rest and an amazing day at the waterfalls. Time to fall on a bed and enjoy a good night sleep. Not even the party downstairs made me part from my pillow.

Iguazu Falls were on my bucket list for a while, so as you can imagine the expectations were highest. The astonishing natural beauty filled my eyes with happiness!! Completely stunning. Falls everywhere, all kind of green, colorful rainbows and giant butterflies. I was sooo happy.

From here we took the bus to Porto Alegre, stayed under an infernal heat for 12 hours waiting for another bus to take us to Uruguay. During these long waiting times I started to like playing card games. If I win... I still hate the game if I lose. ahahah

Many asked me which side i liked best, personally, I loved both. They are both incredibly beautiful, Argentina's side is closer to the falls and Brazil's is more photo friendly. Can't choose one.

Usually the tour is made Brazil - Argentina and what happens is that people adores the brazilian side and love the argentine. My experience was reversed, so maybe thats why.
If you have the chance to go there, don't miss it. It's an absolutely amazing place.

Next stop: Uruguay - Cabo Polónio





























Share:

5 comentários

  1. As tuas fotografias são sempre de tirar o fôlego!! As das cascatas com o reflexo do arco-iris estão tão bonitas

    ResponderEliminar
  2. as fotos são brutais! Deve ser mesmo um sonho visitar essa paisagem :)

    ResponderEliminar
  3. Que lindo, meu deus! Lindo lindo lindo! Deve ser uma experiência incrível, adorei o post :)

    ResponderEliminar
  4. É sempre um grande gosto ler os teus posts e ler mais e mais sobre as tuas viagens! Não és mesmo miuda de estar parada mas força nisso, sempre deste lado a ler :) beijinhos!!

    ResponderEliminar
  5. tudo lindo demais.

    ainda preciso visitar esses lugares e poder sentir essa vibração toda :)

    ResponderEliminar

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.