mochilão #3 // IT'S ALL ABOUT MONEY



A pergunta que oiço com mais frequência é: mas tu ganhaste o euromilhões? 
Não, eu não ganhei o euromilhões (se estivesse à espera disso nunca sairia daqui) nem tenho pais ricos, nem fiz nenhum empréstimo. A única coisa que fiz foi aprender a gerir o meu dinheiro e a ter muito claro na cabeça os meus objectivos. E para além disso não é preciso ser rico para viajar pelo mundo. Claro que se tivesse um PAItrocínio era mais fácil e mais rápido mas não teria piada.

Viver em casa dos pais ajuda muito mas não é desculpa nenhuma. Há muita gente que viaja imenso e não vive com os pais. E há muita gente que vive com os pais e não tem dinheiro nenhum.

Mas vou explicar um bocadinho do meu método. 
Eu, basicamente, aponto TUDO o que gasto. TUDO. Primeiro apontava num caderno agora utilizo uma app (moneyboard). Quando comecei a fazer isso percebi que gastava demasiado dinheiro em coisas que não precisava ou que podia viver sem elas. Foi a melhor maneira de perceber onde estava a errar e no quê. Mas atenção, lá porque quero viajar não quer dizer que enquanto estou "parada" tenha de viver "mal". Do meu ordenado tiro uma mesada que dá para os devaneios que todos temos. Duas regras: 
-em caso de sobrar não acumula para o mês seguinte. 
-Primeiro de tudo paga-se as contas.

Por exemplo, quando vou às compras pareço uma maluca a falar sozinha, pergunto-me mil vezes se preciso daquilo. Chego ao ponto de fazer contas e ver quantos dias no sudeste asiático conseguiria viver com aquele valor. É um tratamento de choque mas resulta. Prefiro melhor a mais. E isto é um truque que serve para muitos aspectos da nossa vida. Não comprei o casaco da Zara, com esse dinheiro pago quatro dias em Buenos Aires. É justo não é?

Uma coisa que adoooro são livros. Quem gosta sabe que é um vício carote... Então, e na onda minimalista, decidi continuar a trocar livros com outras pessoas e voltar a ter um cartão da biblioteca. Só compro um livro quando quero muito tê-lo na minha biblioteca e sei que vou pegar nele mais vezes.

Também cessei o contrato com o ginásio. Para além do meu horário ser incompatível com os horários do ginásio prefiro mil vezes estar no exterior que enfiada numa sala com máquinas. Por isso eu e a Sara juntámo-nos e fazemos um treino idealizado pela Kayla, quando voltar começo a partilhar isto com vocês. Para além disso e dos squats as caminhadas/corridas são imprescindíveis no meu dia-a-dia. 

Pesquisar voos com antecedência, sem datas certas, aproveitar épocas baixas e promoções. Claro que há sempre os clichés como Paris, que será sempre caro, o Carnaval do Rio, que também é caro mas que "têm de ser vividos". O meu budget é baixo mas divirto-me muito. 

Acho que o mais importante é ter claro os nossos objectivos. Se o objectivo é viajar é preciso fazer sacrifícios, se o objectivo é comprar um carro, uma casa, uma câmara ou simplesmente chegar ao primeiro milhão (dizem que é o mais difícil) é preciso fazer sacrifícios. Mas nem todos estão para isso. O que não é mau nem estúpido, são opções de vida - mas por favor! não se queixem-. 

A minha neste momento é viajar pelo mundo. Para isso tenho de continuar a trabalhar e a juntar.

Não quero com isto dizer que sou a maior gestora de todos os tempos -apesar de saber quantos euros gasto por ano em comissões no banco - mas partilhar com vocês o que faço para poupar o máximo de dinheiro (para ir estoirar assim que possível ahaha)e abrir espaço para que vocês, se estiverem interessados e conectados, também o façam.

próximo post já terá sotaque carioca
beeeijinhos

Para seguirem a minha nova aventura conectem-se comigo no instagram e com a hastag #mochilãodepénochão


Share:

12 comentários

  1. A brincar a brinca apontar tudo o que se gasta é um excelente método de gestão!!

    ResponderEliminar
  2. Eu religiosamente do meu ordenado tiro uma quantia certa para "o lado" , seja o mês mais apertado ou menos... Se sobrar, o que é raro, acumulo nesse meu piggy bank hehe
    Mas desde sempre que anoto tudo o que gasto... Ajuda-me a contolar o gasto

    Viver com os pais é subjectivo, já que passo 5 dias por semana na casa do namorado, gasto gasolina e comida como se nao morasse com os pais. Viver com os pais e não é mesmo desculpa.

    E aí eu digo, olha vou comprar um telemovel, um ipad ou coisa que se assemelhe e me dizem "ai mas nao devias guardar o dinheiro para ir de ferias ou assim" e eu digo uma coisa nao invalida a outra. Sao opções que faço... Tudo se baseia no poupar para o que se tem como objectivo

    ResponderEliminar
  3. Ando a adoptar a mesma mentalidade :) prefiro gastar dinheiro em boas aventuras do que em roupa! BUT viver em Londres é difícil, há tantas lojas e é raro a vez que que não caio na tentação!
    xo, S
    check out my personal and travel blog ♥

    ResponderEliminar
  4. Ah! Imagina eu que viajo a tempo i teiro, ja me perg mil vezes se os meus pais pagam as minhas viages, oh sim claro, com 30 anos ai`da peco guita aos meus pais. O que as pessoas nao sabem e que da forma como viajamos, sai mais barato viajar do que ficar em portugal a morar, pagar contas, ter carro, etc.
    Tas quase quase! Afinal o meu voo e de sao paulo ainda agente se encontra no caminho ;)

    ResponderEliminar
  5. eu também sempre fui pessoa de poupar. acho mais complicado é ter dinheiro E tempo ao mesmo tempo! porque às vezes tenho dinheiro mas como estou a trabalhar, não tenho tempo suficiente para viajar como gostaria. é isso que me atormenta, conciliar trabalho com viagens. porque poupar, acho fácil, é como tu bem dizes: saber gerir, acima de tudo, e saber poupar, ser boa orçamentista, e por aí fora. e sim, morar com os pais, concordo contigo, é um sacrifício mas que para este tipo de prioridades... compensa. aliás, que remédio! não vejo outra alternativa, principalmente com os ordenados em Portugal, por exemplo. acho que viajar também ensina uma pessoa a ser menos materialista, ter menos mas viver mais. e julgo que muita gente não tem paciência para procurar bem... confesso que a parte mais difícil num orçamento de viagem, no meu caso (e eu provavelmente nem vou conseguir viajar um terço da tua aventura, é o meu maior medo morrer sem ir aqui e ali), sempre foi o alojamento porque DETESTO partilhar dormitório de hostel - enfim, a poupança torna-se um desafio, não é?

    ResponderEliminar
  6. Ah, adorei este post (...) Adorei de verdade!! Eu própria já me havia perguntado se terias uma árvore das patacas por aí escondida. Mas depois de ler este texto entendi tudinho e percebi que estava a fazer tudo errado. Como tu, também adorava dar a volta ao mundo, literalmente! Viajar é das melhores coisas de sempre e agora, com esta tua partilha, estou MUITO mais inspirada a fazê-lo e a consegui-lo!

    Tive que partilhar no meu facebook e tudo, para que outros também se possam sentir inspirados!

    ResponderEliminar
  7. Gostava de fazer uma pergunta como curiosidade. Consegues viajar assim como fazes com as férias regulares ou tens um trabalho mais flexível nesse sentido? =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um trabalho mais flexivel mas o que faço é não folgar enquanto estou a trabalhar :)

      Eliminar
  8. já tínhamos falado sobre isto :)
    Concordo contigo obviamente, quando nos esforçamos e estamos focados num objectivo conseguimos :)

    Cá em casa queixamos-nos constantemente que não temos dinheiro nenhum, mas tenho ideia que estoiramos montes de dinheiro em refeições fora, enfim... **

    ResponderEliminar
  9. Well, confesso que até eu já tinha feito essa pergunta... Já partilhei contigo que tenho uma inveja (boa) destas tuas viagens e que é o meu grande sonho... Mas lá está, neste momento a minha prioridade é juntar dinheiro para sair de casa.

    Talvez, daqui a uns anos, consiga viajar assim. Mas lá está, acho que tudo se consegue se fizermos esforços. Agora não podemos esperar ter o casaco da Zara e poder ir ao Brasil ver o Carnaval in loco. Há que fazer cedências e definir prioridades. Mas o Portuguesinho está mais habituado a reclamar que não tem do que a fazer esforços para um dia vir a ter.

    Bom post girl. E claro, APROVEITA MILHÕES A AMERICA DO SUL. <3

    ResponderEliminar
  10. e mais uma vez estou aqui deste lado, a ler os teus antigos post que me ensinam sempre tanto. sou sincera, gasto algum dinheiro, tanto em livros, como em "bejigangas", talvez essa opção de trocar livros aqui também dê certo. estamos sempre a aprender, e aprendi bastante nestes 10 minutos de post :b
    vou continuar sempre deste lado, beijinho!!

    ResponderEliminar
  11. Adorei este post! Mostra realmente que o que gere a vida são os objectivos e sonhos, e temos de fazer tudo para realizar a maior parte deles. Parabens pelo teu blog, vamos continuar a seguir a tuas aventuras 👍

    ResponderEliminar

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.