saudades

Hoje li um texto que me arrepiou, fez-me até chorar. Era uma carta de um neto para o seu avô, já falecido. Chorei porque o meu avô é o meu herói. O Homem da minha vida. Decidi escrever-lhe uma carta e envia-la para que ele saiba o quanto o amo, o que significa para mim mesmo estando a 1271 km. Quero que ele saiba, antes que seja tarde demais. Tive também saudades de uma pessoa que foi muito importante para mim. A minha melhor amiga, D. 

Minha Querida D,
A vida separou-nos, de tal forma, que não sei nada de ti há demasiado tempo. 
Lembro-me quando me disseste que ias embora. Lembro-me de me ter sentado no canteiro, ter ficado sem reacção e depois chorar, chorar, chorar. Lembro-me dos fins-de-semana que passavas na minha casa. Lembro-me quando enviávamos cartas com fotografias e recortes uma há outra a contar tudo o que se tinha passado na semana. Lembro-me de ter festejado contigo, ainda que ao telefone, a minha entrada para a faculdade. Lembro-me quando foste ter comigo a Tomar e tivemos um dos melhores fins de semana de sempre. Lembro-me de mais e sinto a tua falta. Gostava que estes 4012 km não fossem nada, queria-te aqui comigo. Com saudade e amor, Ana

Share:

3 comentários

  1. ~este post devia chamar-se km's...e quao ridiculos sao eles quando nos sentimos assim.

    ResponderEliminar
  2. saudades..nem e preciso dizer mais..
    es e seras para sempre a melhor amiga.. ninguem vai conseguir apagar todos esses momentos..
    prometo nao desaparecer de novo..

    para sempre .

    ResponderEliminar

i heart you.

K.

© K A R K O V A | All rights reserved.